Pages

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Alimentos Funcionais: uma nova alternativa!

Nos últimos anos a ciência da nutrição tem tomado outro rumo, novas fronteiras se abrem ligando nutrição e medicina com o surgimento do conceito de alimentos funcionais e que constitutem hoje prioridade de pesquisa em todo mundo com a finalidade de elucidar as propriedades e os efeitos que estes produtos podem apresentar na promoçäo da saúde. A nutrição continua tendo o seu papel que seria de fornecer nutrientes tais como proteínas, minerais, vitaminas, entre outros, mas a descoberta de que certos alimentos contém componentes ativos capazes de reduzir o risco de doenças, inclusive o câncer, faz com que essa ciência se associe à medicina e ganhe uma dimensão extra no século XXI.

Os principais mercados para alimentos funcionais hoje são o Japão, os Estados Unidos e a Europa. Estima-se que o mercado mundial de alimentos funcionais movimentou, em 2005, em torno de US$ 60 bilhões na Europa, Japão e Estados Unidos, só neste último ele representou US$ 15 bilhões.

Com o aumento da expectativa de vida dos brasileiros e ao mesmo tempo o crescente aparecimento de doenças crônicas como obesidade, hipertensão, osteoporose, diabetes e câncer, é crescente a preocupação com uma alimentação saudável.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os alimentos funcionais são aqueles capazes de desempenharem papel metabólico ou fisiológico por meio da atuação de um nutriente ou não nutriente no crescimento, no desenvolvimento, na manutenção e em outras funções normais do organismo humano. Para que o consumidor identifique com propriedade os alimentos funcionais, basta atenção ao rótulo do produto. O fabricante deverá atender aos requisitos para o que se denomina ‘alegação de saúde’ (em inglês: health claim). Por exemplo: farelo de aveia de uma determinada marca tem a seguinte alegação: ‘ajuda a manter níveis saudáveis de colesterol’, para a empresa conquistar esta alegação investiu oito anos em pesquisas.

Entre os alimentos funcionais mais investigados hoje destacam-se a soja, o tomate, os peixes e óleos de peixe, linhaça, as crucíferas (brócolis, couve de bruxelas, repolho, entre outros), o alho e a cebola, as frutas cítricas, o chá verde, as uvas/vinho tinto, os cereais com a aveia, os prebióticos e os probióticos, entre tantos outros. São alimentos que além de nutrir possuem componentes ativos que atuam sobre o organismo produzindo efeitos metabólicos e/ou fisiológicos e/ou benéficos sobre a saúde.

O alimento funcional, além de suas funções nutricionais como fonte de energia e de substrato para a formação de células e tecidos, possui em sua composição uma ou mais substâncias que atuam modulando e ativando os processos metabólicos, melhorando as condições de saúde pelo aumento da efetividade do sistema imune, promovendo o bem-estar das pessoas e prevenindo o aparecimento precoce de alterações patológicas e de doenças degenerativas, que levam a uma diminuição da longevidade.

Inicialmente é preciso esclarecer que os alimentos funcionais não curam doenças, ao contrário dos remédios, e são conhecidos, também, como nutracêuticos, embora esse termo seja menos usado. Eles apresentam componentes ativos capazes de prevenir doenças ou reduzir o risco de certas doenças. Dentre as doenças mais investigadas estão as cardiovasculares, câncer, hipertensão, diabetes, doenças inflamatórias, intestinais, certas afecções reumáticas, Mal de Alzheimer, entre outras. Quando consumidos em sua forma natural, ou seja, na forma de alimento, não apresentam contra indicações e podem ser consumidos com tranquilidade, sem prescrição médica.

Matéria que realizei para Revista Vigor, confira texto completo em:

http://www.revistavigor.com.br/2008/08/19/alimentos-funcionais-uma-nova-alternativa/#comments

Postagens populares

Receitas

Sobremesa MOUSSE DE MELÃO

Por porção: 75 calorias

Tempo de preparo:30 minutos

Gorduras: 0,1g

Proteínas:3,7 g

Carboidratos:15,7g

Cálcio: 53,2 mg


Ingredientes:

1 envelope de gelatina em pó sem sabor (12g)

4 colheres(sopa) de água

2 xícaras (chá) de melão em pedaços (300g)

1 pote de iogurte desnatado (200g)

1 colher (sopa) de hortelã fresca (10g)

4 colheres (sopa) de mel(100g)

2 claras (66g)

Modo de Preparo:

Dissolva a gelatina na água fria e aqueça em banho maria até dissolver bem. Bata no liquidificador com melão, iogurte, hortelã e o mel. Bata as claras em neve e adicione a mistura do liquidificador. Coloque em uma forma de pudim molhada e leve a geladeira para firmar. Desenforme e sirva. Pode decorar com uma folhinhas de hortelã.

Se quiser pode optar por outras frutas.




SUCO DE ABACAXI COM HORTELÃ

Por porção: 49 calorias


Ingredientes:

1/2 xícara (chá) de abacaxi picado

200ml de água

5 folhas de hortelã

adoçante e gelo, a gosto


Modo de Preparo

Descasque e pique o abacaxi, separe a quantidade da receita;

coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata até obter um líquido homogêneo;

Está pronto o suco, é só servir e saborear.


OBS: Os sucos sempre estão presentes em qualquer prescrição nutricional, pois alimentam e hidratam.



SUCO DE MARACUJÁ E COUVE

Rendimento: 1 porção

Tempo de preparo: 20 minutos

Calorias – 120 a porção

Proteínas – 3,4g

Gorduras – 1g

Carboidratos – 28g

Cálcio – 80mg


Ingredientes

Polpa de 1 maracujá pequeno (50g)

1 xícara (chá) de água (200ml)

½ xícara (chá) de folhas de couve (50g)

gelo a gosto

adoçante a gosto


Modo de Preparo

Bata a polpa de maracujá com a água e a couve no liquidificador, usando a tecla pulsar para não triturar as sementes. Passe pela peneira, adicione gelo e adoçante a gosto e sirva.


Dicas:

A couve é rica em vit. A (indispensável para vista e para pele), vit. C, K e algumas do complexo B. Também é rica em cálcio, fósforo e ferro, minerais importante para a formação e manutenção dos ossos e dentes. Além disso, contém bastante celulose, uma substância ótima para o funcionamento do intestino.

O maracujá é uma fruta de alto valor nutritivo, rico em vit. C e vitaminas do complexo B(B2 e B5), contém também quantidades razoáveis de sais minerais como ferro, cálcio e fósforo.



BOLO DE CENOURA COM CALDA DE CHOCOLATE

Número de porções = 23

Bater no liquidificador:

3 cenouras grandes

4 ovos

1 xícara(chá) de óleo


Colocar em uma tigela:

2 xícaras (chá)de farinha de trigo

2 xícaras(chá) de açúcar

1 colher de pó Royal



Cobertura:

2 colheres de chocolate em pó ou achocolatado

2 colheres de leite

2 colheres de margarina

6 colheres de açúcar


Modo de Preparo

Colocar as cenouras picadas, ovo e o óleo no liquidificador. Bater. Depois despejar a massa em uma tijela, acrescentar farinha de trigo, açúcar e fermento. Mexer com uma colher de pau até formar bolhas. Coloque em assadeira untada e enfarinhada. Leve ao forno pré-aquecido, à 180ºC (médio), até assar. Para a cobertura, misture todos os ingredientes e leve ao fogo até engrossar. Jogue sobre o bolo ainda quente.