Pages

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Como identificar Diabetes tipo 1 e tipo 2



Diabetes Tipo 1



O diabetes Tipo 1 (DM1) é uma doença auto-imune caracterizada pela destruição das células beta produtoras de insulina. Isso acontece por engano porque o organismo as identifica como corpos estranhos. A sua ação é uma resposta auto-imune. Este tipo de reação também ocorre em outras doenças, como esclerose múltipla, Lupus e doenças da tireóide.



A DM1 surge quando o organismo deixa de produzir insulina (ou produz apenas uma quantidade muito pequena.) Quando isso acontece, é preciso tomar insulina para viver e se manter saudável. As pessoas precisam de injeções diárias de insulina para regularizar o metabolismo do açúcar. Pois, sem insulina, a glicose não consegue chegar até às células, que precisam dela para queimar e transformá-la em energia. As altas taxas de glicose acumulada no sangue, com o passar do tempo, podem afetar os olhos, rins, nervos ou coração.



A maioria das pessoas com DM1 desenvolve grandes quantidades de auto-anticorpos, que circulam na corrente sanguínea algum tempo antes da doença ser diagnosticada. Os anticorpos são proteínas geradas no organismo para destruir germes ou vírus. Auto-anticorpos são anticorpos com “mau comportamento”, ou seja, eles atacam os próprios tecidos do corpo de uma pessoa. Nos casos de DM1, os auto-anticorpos podem atacar as células que a produzem.



Não se sabe ao certo por que as pessoas desenvolvem o DM1. Sabe-se que há casos em que algumas pessoas nascem com genes que as predispõem à doença. Mas outras têm os mesmos genes e não têm diabetes. Pode ser algo próprio do organismo, ou uma causa externa, como por exemplo, uma perda emocional. Ou também alguma agressão por determinados tipos de vírus como o cocsaquie. Outro dado é que, no geral, é mais freqüente em pessoas com menos de 35 anos, mas vale lembrar que ela pode surgir em qualquer idade.



Sintomas


Pessoas com níveis altos ou mal controlados de glicose no sangue podem apresentar:

• Vontade de urinar diversas vezes;

• Fome freqüente;

• Sede constante;

• Perda de peso;

• Fraqueza;

• Fadiga;

• Nervosismo;

• Mudanças de humor;

• Náusea;

• Vômito





Diabetes Tipo 2



Sabe-se que o diabetes do tipo 2 possui um fator hereditário maior do que no tipo 1. Além disso, há uma grande relação com a obesidade e o sedentarismo. Estima-se que 60% a 90% dos portadores da doença sejam obesos. A incidência é maior após os 40 anos.



Uma de suas peculiaridades é a contínua produção de insulina pelo pâncreas. O problema está na incapacidade de absorção das células musculares e adiposas. Por muitas razões, suas células não conseguem metabolizar a glicose suficiente da corrente sangüínea. Esta é uma anomalia chamada de "resistência Insulínica".



O diabetes tipo 2 é cerca de 8 a 10 vezes mais comum que o tipo 1 e pode responder ao tratamento com dieta e exercício físico. Outras vezes vai necessitar de medicamentos orais e, por fim, a combinação destes com a insulina.



Principais Sintomas:



Infecções freqüentes;
Alteração visual (visão embaçada);
Dificuldade na cicatrização de feridas;
Formigamento nos pés;
Furunculose






(Diabetes tipo 1)Consultor: Dra. Claudia Pieper – Comitê Editorial do Site da SBD (Gestão 2006-2007)



Postagens populares

Receitas

Sobremesa MOUSSE DE MELÃO

Por porção: 75 calorias

Tempo de preparo:30 minutos

Gorduras: 0,1g

Proteínas:3,7 g

Carboidratos:15,7g

Cálcio: 53,2 mg


Ingredientes:

1 envelope de gelatina em pó sem sabor (12g)

4 colheres(sopa) de água

2 xícaras (chá) de melão em pedaços (300g)

1 pote de iogurte desnatado (200g)

1 colher (sopa) de hortelã fresca (10g)

4 colheres (sopa) de mel(100g)

2 claras (66g)

Modo de Preparo:

Dissolva a gelatina na água fria e aqueça em banho maria até dissolver bem. Bata no liquidificador com melão, iogurte, hortelã e o mel. Bata as claras em neve e adicione a mistura do liquidificador. Coloque em uma forma de pudim molhada e leve a geladeira para firmar. Desenforme e sirva. Pode decorar com uma folhinhas de hortelã.

Se quiser pode optar por outras frutas.




SUCO DE ABACAXI COM HORTELÃ

Por porção: 49 calorias


Ingredientes:

1/2 xícara (chá) de abacaxi picado

200ml de água

5 folhas de hortelã

adoçante e gelo, a gosto


Modo de Preparo

Descasque e pique o abacaxi, separe a quantidade da receita;

coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata até obter um líquido homogêneo;

Está pronto o suco, é só servir e saborear.


OBS: Os sucos sempre estão presentes em qualquer prescrição nutricional, pois alimentam e hidratam.



SUCO DE MARACUJÁ E COUVE

Rendimento: 1 porção

Tempo de preparo: 20 minutos

Calorias – 120 a porção

Proteínas – 3,4g

Gorduras – 1g

Carboidratos – 28g

Cálcio – 80mg


Ingredientes

Polpa de 1 maracujá pequeno (50g)

1 xícara (chá) de água (200ml)

½ xícara (chá) de folhas de couve (50g)

gelo a gosto

adoçante a gosto


Modo de Preparo

Bata a polpa de maracujá com a água e a couve no liquidificador, usando a tecla pulsar para não triturar as sementes. Passe pela peneira, adicione gelo e adoçante a gosto e sirva.


Dicas:

A couve é rica em vit. A (indispensável para vista e para pele), vit. C, K e algumas do complexo B. Também é rica em cálcio, fósforo e ferro, minerais importante para a formação e manutenção dos ossos e dentes. Além disso, contém bastante celulose, uma substância ótima para o funcionamento do intestino.

O maracujá é uma fruta de alto valor nutritivo, rico em vit. C e vitaminas do complexo B(B2 e B5), contém também quantidades razoáveis de sais minerais como ferro, cálcio e fósforo.



BOLO DE CENOURA COM CALDA DE CHOCOLATE

Número de porções = 23

Bater no liquidificador:

3 cenouras grandes

4 ovos

1 xícara(chá) de óleo


Colocar em uma tigela:

2 xícaras (chá)de farinha de trigo

2 xícaras(chá) de açúcar

1 colher de pó Royal



Cobertura:

2 colheres de chocolate em pó ou achocolatado

2 colheres de leite

2 colheres de margarina

6 colheres de açúcar


Modo de Preparo

Colocar as cenouras picadas, ovo e o óleo no liquidificador. Bater. Depois despejar a massa em uma tijela, acrescentar farinha de trigo, açúcar e fermento. Mexer com uma colher de pau até formar bolhas. Coloque em assadeira untada e enfarinhada. Leve ao forno pré-aquecido, à 180ºC (médio), até assar. Para a cobertura, misture todos os ingredientes e leve ao fogo até engrossar. Jogue sobre o bolo ainda quente.